Seja despudorado(a)

Quando se fala em pudor, o que vem em mente? Geralmente pensamos em conceitos parecidos com controle, decência e timidez. E de acordo com o dicionário, “o pudor é o sentimento que impede que a pessoa faça algo considerado moralmente indecente, como ficar nu em público, por exemplo.” E o que determina esse sentimento e o que é moralmente indecente? A cultura. Ou seja, são os fatores culturais de uma época ou região que vão determinar o que é moralmente feio, sujo e errado.

Não dá para sair pelado na rua porque ficar nu em público é um crime. Mas e quando essas regras querem impor o que fazemos entre quatro paredes, por exemplo? Aí você tem duas escolhas. Aceitar e se encaixar no padrão ou dar uma banana para as convenções e fazer as suas próprias regras. Se você escolher a segunda opção, saiba que é uma atitude bastante corajosa e… incrivelmente deliciosa! Sim, pois quando estamos na intimidade com um(a) parceiro(a) ou parceiros(as), e quando há um consenso, nada mais libertador do que deixar fluir seus desejos. Sem qualquer tipo de barreira. Se a pessoa que estiver com você também for um(a) despudorado(a) de carteirinha… então prepare-se para maravilhosas experiências.

Vamos pensar o que é o sexo. Até pouco tempo a Igreja queria impor que sexo estava relacionado unicamente à procriação. Culturalmente falando, há pessoas que ainda enxergam o sexo dessa forma. Mas se você não faz parte desse grupo, com certeza vê o sexo como um ato prazeroso, que pode ter como consequência a procriação, ou não. Mas, antes de tudo, é uma troca de sensações, onde você dá e recebe prazer. E o que dita esse prazer? Nossos instintos. Sim, aquela vontade louca que nos deixa zonzos, com sede do corpo de outra pessoa.

Quando colocamos na cabeça que algo é feio ou errado porque sempre escutamos falar, podemos estar deixando de aproveitar uma nova sensação – que pode ser muito gostosa. Não esqueça que existem sociedades bem conservadoras, mas que com o tempo vão se modificando. Muitas pessoas só querem ditar o que é certo ou errado, não estão preocupadas com o seu bem estar. Você pode muito bem estar à frente do seu tempo, principalmente entre quatro paredes.

Moral da história

Se você quer uma vida sexual prazerosa, primeiramente respeite as suas vontades e os seus desejos. Conheça os seus limites. Liberte-se do pudor e esteja aberto(a) para novas sensações e experiências. Lembre-se que não existe feio e errado no sexo, o que existe são regras invisíveis criadas por uma determinada cultura. Se existe um consenso e muita vontade, mergulhe de cabeça e aproveite tudo o que tem direito!

WhatsApp Image 2018-10-26 at 21.01.10

 

Gabriela Duarte é jornalista há 11 anos, com experiência em diferentes áreas. Adora falar e escrever sobre relacionamento e sexo.

2 comentários sobre “Seja despudorado(a)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s